Roma: genial a ponto de tirar o blog do freezer!

IMG_8156A viagem de férias tem duas etapas bem específicas (fora ver a Madri em SP na ida e na volta, claro).

A Vespinha que tá até agora sendo procurada pelos carabinieri

A Vespinha que tá até agora sendo procurada pelos carabinieri

A primeira etapa era voltar a Roma depois de 27 anos (vim três vezes e nenhuma foi especial).  Vim pronta pra gostar, mas não esperava tanto. O Pedro veio do Porto, onde está morando pra passar três dias comigo e ser o melhor guia do planeta.  Eu aluguei uma semana de apê pelo AirBnb ao lado da Piazza Vittorio Emanuele II e por acaso descobrimos ali a famosa “Porta Mágica” ou “Porta Alquímica” que tem inscrições iniciáticas. Talvez daí tenha rolado mesmo uma nova magia de Roma. A cidade está muitíssimo mais limpa e bonita do que há trinta anos e muito mais silenciosa também, porque na época passavam carros por todo o lugar e agora tem muito espaço pedestre.

Achei um Invader!

Achei um Invader!

E foi como pedestres que andamos o primeiro dia. Para o segundo, o Pedro teve a ideia que é a dica maior desse post: alugamos uma Vespa. É mas barato que um carro, entra em todo o lugar e praticamente não gasta combustível. Assim pudemos visitar os lugares onde ele morou, em Testaccio e Garbatella.  Comemos especiarias como pizza de flor de abobrinha e arancini (que são uns bolinhos de arroz empanados e recheados com ragu e mozzarella).

Incríveis pizzarias no Testaccio, com a massa que faz toda a diferença.

Incríveis pizzarias no Testaccio, com a massa que faz toda a diferença.

Tomamos Amaretto num bar icônico de Trastevere, Bar Calisto (que aparece no filme “A Grande Beleza”) com tempo pra discussões existencialistas que foram se alternando com palhaçadas e bobagens até a madrugada enquanto o cenário mudava para a Fontana di Trevi, a Piazza Navonna, o Castelo Sant´Angelo e até o Vaticano. Terminamos a noite abraçando os pilares do Pantheon, entregue só para a gente.  Outra dica boa do Pedro: espere a madrugada e veja Roma sem turistas. A luz é linda e a cidade bem segura, com muito policiamento.

Tirando o frio, na madrugada Roma è più bella!

Tirando o frio, na madrugada Roma è più bella!

Claro que isso mata a manhã seguinte, mas ainda tivemos forças para ir ao MaXXI, que é um museu de arte contemporânea e arquitetura muito impressionante. É o outro lado de Roma das ruínas de camadas e camadas de passado. O MaXXI está conectado com o que tem de mais novo circulando pelo planeta. Vale muito o desvio de rota do centro histórico.  Amanhã meu guia volta ao trabalho no Porto (leva com ele minha gratidão pelos dias mágicos e por me colocar uma nova cidade no coração) e eu começo a segunda etapa, a muito planejada turnê #toscana 40! A bientôt!

Anúncios
Published in: Sem categoria on março 15, 2016 at 19:29  Deixe um comentário  
Tags: , ,